Vai ao exterior? Seguro viagem pode ser obrigatório

Vai ao exterior? Seguro viagem pode ser obrigatório

Na hora de planejar uma ida ao exterior, você deve incluir no orçamento o seguro viagem. Ele garante assistência médica em caso de mal-estar ou acidente. A medida, obrigatória para passeios em muitos países, evita transtornos e gastos excessivos. Isso porque o atendimento hospitalar pode ser bem caro, lá fora.

Países que exigem seguro viagem

Todas as nações signatárias do Tratado de Schengen demandam que os turistas tenham um seguro viagem. Esse acordo entre 27 países europeus permite a livre circulação no território, sem necessidade de visto, por até três meses. Brasileiros também se beneficiam dessas leis, por isso devem cumprir a exigência.

Se o seu destino incluir França, Portugal, Grécia, Alemanha ou Itália, por exemplo, você deve contratar uma cobertura de 30 mil euros ou mais. O valor corresponde a eventuais despesas médicas e, até mesmo, funerárias.

No continente americano, a obrigatoriedade vale para Cuba e Venezuela, com diferentes quantias mínimas. Os Estados Unidos não requerem seguro viagem, mas é prudente ter um. Na terra do Tio Sam, o tratamento de um braço quebrado dificilmente sai por menos de 2.500 dólares.

Cuidados ao contratar um seguro viagem

Antes de adquirir esse serviço, leia o contrato. O documento estará disponível online, no site da empresa. Verifique os valores da cobertura oferecida e pesquise se correspondem à sua necessidade. Quaisquer gastos além do limite sairão de seu bolso.

Há produtos variados: individuais, familiares ou personalizados para gestantes, idosos e intercambistas. Os planos extensivos são mais caros, mas também incluem condições preexistentes.

Já praticantes de esportes de aventura devem prestar atenção redobrada. São raras as operadoras que oferecem assistência para acidente durante a atividade. O mais provável é que seja exigida uma cobertura adicional, com taxa extra.

Como acionar o seguro no exterior

As seguradoras dispõem de atendimento em português, por telefonema a cobrar. Se você passar mal e precisar de ajuda médica durante a viagem, ligue imediatamente para o número de emergência. O seguro lhe encaminhará para um estabelecimento conveniado, com custos mais baixos.

Com esse procedimento, os gastos dificilmente extrapolarão o limite da cobertura. No entanto, nem sempre é possível acionar a empresa, ainda mais após um acidente grave. Em situações assim, o viajante precisa correr diretamente ao hospital. E o processo se torna mais burocrático.

Se você tiver de pagar o serviço de saúde por conta própria, deverá solicitar reembolso à companhia do seguro viagem. Observe os prazos para preencher os formulários e entrar com o pedido.

Além disso, é bom guardar laudos, recibos, protocolos e quaisquer documentos descritos em contrato. Vale até tirar fotos durante a ocorrência.

Irregularidades ou dificuldades em obter o dinheiro devem ser comunicadas à Superintendência de Seguros Privados (Susep). Em último caso, o Procon também pode ser acionado.

Entendeu a importância do seguro viagem durante um passeio no exterior? Se restaram dúvidas sobre o assunto, deixe um comentário. E, já que você está aqui, aproveite para conferir as novidades do nosso blog! Temos dicas ótimas para contribuir com seu bem-estar e sua qualidade de vida.