Rol ANS 2018: Veja a lista completa de novos procedimentos

Rol ANS 2018: Veja a lista completa de novos procedimentos

O Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde estabelece a cobertura mínima obrigatória dos planos particulares. A cada dois anos, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualiza essa lista, incluindo exames, medicamentos e até cirurgias.

O Rol é obrigatório para todos os planos de saúde contratados a partir de 1999. A seguir, veja detalhes sobre a edição 2018 do documento.

Destaques do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde 2018

A Resolução Normativa nº 428, publicada pela ANS em novembro do ano passado, estabelece 12 novos procedimentos básicos para a assistência ambulatorial. Além disso, inclui seis novos eventos para planos hospitalares.

O destaque vai para as terapias contra o câncer e os procedimentos relativos à saúde da mulher. Conheça a lista completa de incorporações.

Procedimentos ambulatoriais

1.ALK – Pesquisa de mutação (com Diretrizes de Utilização – DUT): Exame laboratorial para detecção de câncer de pulmão. Auxilia na definição do melhor tratamento a ser ofertado ao paciente.

2.Angio-RM arterial de membro inferior (com DUT): Exame de imagem não invasivo realizado em equipamento de ressonância magnética. É utilizado na análise das artérias dos membros inferiores.

3.Angiotomografia arterial de membro inferior (com DUT): Tem a mesma finalidade do anterior. Porém, é realizado por meio de tomografia computadorizada.

4.Aquaporina 4 (Aqp4) – pesquisa e/ou dosagem (com DUT): Exame laboratorial para detecção de anticorpos antiaquaporina. Colabora na diferenciação entre a neuromielite óptica e a esclerose múltipla, sendo necessário para um diagnóstico mais preciso.

5.Elastografia Hepática Ultrassônica (com DUT): Exame de imagem para diagnóstico de fibrose hepática.

6.Radiação para cross linking corneano (com DUT): Procedimento para tratamento do ceratocone, uma doença que afeta a córnea.

7.Ressonância magnética fluxo liquórico (com DUT): Exame diagnóstico para avaliação do fluxo do líquido cefalorraquidiano (LCR). O procedimento é utilizado, por exemplo, para verificar doenças como esclerose múltipla e Alzheimer.

8.Terapia imunoprofilática com Palivizumabe para o vírus sincicial respiratório – VSR (com DUT): O Palivizumabe é um anticorpo específico que atua na prevenção da infecção pelo vírus sincicial respiratório (VSR). Essa terapia é voltada a crianças.

9.Toxoplasmose – Pesquisa em Líquido Amniótico por PCR (com DUT): Exame laboratorial para o diagnóstico da toxoplasmose gestacional.

10.Antígenos de Aspergillus Galactomannan: Exame laboratorial para o diagnóstico da aspergilose pulmonar.

11.Cadeias leves livres Kappa/Lambda, dosagem, sangue: Exame laboratorial para o diagnóstico e o acompanhamento de pacientes com mieloma múltiplo e gamopatias monoclonais.

12.Detecção/tipagem Herpes Vírus 1 e 2 no líquor: Exame laboratorial para o diagnóstico de meningite viral.

Observação: as DUT estabelecem critérios de boas práticas, baseados nas evidências científicas disponíveis.

Procedimentos hospitalares

1.Ablação percutânea por radiofrequência para tratamento do osteoma osteoide: É orientado por métodos de imagens. Seu objetivo é provocar dano, por ação térmica, a células de tumor ósseo benigno.

2.Cirurgia laparoscópica do prolapso de cúpula vaginal: Procedimento por via laparoscópica para restaurar o suporte pélvico da paciente.

3.Neossalpingostomia distal laparoscópica (exceto para reversão de laqueadura tubária): Procedimento para desobstrução, por laparoscopia, das tubas uterinas.

4.Recanalização tubária laparoscópica (exceto para reversão de laqueadura tubária): Procedimento para restaurar, por laparoscopia, a permeabilidade das tubas uterinas.

5.Refluxo vésico-ureteral tratamento endoscópico: Tratamento endoscópico para correção do refluxo vesicoureteral em crianças.

6.Tratamento de câncer de ovário (debulking) via laparoscópica: Ressecção/debulking de massa tumoral maligna ovariana por via laparoscópica.

Ainda, o rol da ANS 2018 amplia coberturas e altera DUT já existentes. Houve, por exemplo, a inclusão de medicamentos obrigatórios no tratamento de cânceres e de esclerose múltipla.

Este artigo foi útil para você? Deixe um comentário! E não se esqueça de acompanhar nosso blog para conferir outras novidades sobre planos de saúde.