O que é um plano de saúde referência?

O que é um plano de saúde referência?

Existem diferentes segmentações de planos de saúde. De acordo com suas necessidades e sua capacidade econômica, é possível escolher a cobertura mais adequada. Hoje vamos falar do plano referência, uma das modalidades mais completas oferecidas pelas operadoras privadas. Siga conosco para saber os detalhes.

Características do plano de saúde referência

O plano de saúde referência tem um nome já bem sugestivo. Ele designa uma segmentação assistencial abrangente, que acaba se tornando padrão (ou referência) em atendimento.

Esse tipo de pacote oferece todas as vantagens de um plano ambulatorial, como consultas médicas, exames e terapias. Também abrange os procedimentos hospitalares, tais como internação, cirurgia, anestesia, transfusão de sangue, fisioterapia e consultas pós-operatórias.

Ainda, o plano referência contempla a atenção ao parto, desde o pré-natal até o nascimento do bebê. Portanto, trata-se da escolha mais completa para quem busca as vantagens da saúde suplementar privada.

Outra característica de destaque são os serviços de urgência e emergência. Após 24 horas de adesão ao contrato, o beneficiário fica assegurado de maneira irrestrita. Ou seja: em caso de acidente ou mal súbito, serão realizados todos os procedimentos necessários, sem limite de tempo, independentemente dos prazos de carência vigentes.

A única desvantagem, se é que podemos dizer assim, está no tipo de acomodação. O plano de saúde referência oferece internação em enfermaria, e não em quarto individual. As operadoras também não podem disponibilizar cobertura odontológica junto a essa segmentação.

Quando escolher um plano referência

A escolha de um plano de saúde, como adiantamos no início do texto, depende de dois fatores principais. Você deve levar em conta o orçamento disponível e as necessidades dos beneficiários (titular e dependentes).

No que tange ao custo, a matemática é bem simples: quanto mais completo for o pacote de serviços do convênio, mais caras serão as mensalidades. Aqui no blog temos um artigo ensinando dicas para fazer a cotação entre diferentes operadoras.

Depois vêm as questões mais subjetivas, que dizem respeito às necessidades individuais. Por exemplo, você tem idosos na família ou pessoas com alguma doença crônica? Então um plano com cobertura hospitalar será bem-vindo, já que internações e procedimentos cirúrgicos poderão ser mais frequentes para esses pacientes.

Outro exemplo: pretende ter filhos num futuro próximo? Nesse caso, vale a pena escolher uma cobertura com obstetrícia para garantir o atendimento à gestante.

Em ambas as situações, o plano de saúde referência pode ser uma ótima alternativa, contanto que caiba no seu orçamento familiar. Agora, se você prefere acomodação em quarto individual ou não abre mão de cobertura odontológica, então deverá optar por outro modelo de contrato. Que tal um pacote de plano hospitalar + odontológico?

Esperamos que o conteúdo de hoje tenha sido útil. Precisando de mais informações, entre em contato com a  ASK. Nossa equipe está preparada para ouvir sua história, compreender sua realidade e encontrar o plano privado mais adequado à sua situação.

Aproveite e siga de olho no nosso blog. Aqui sempre tiramos as principais dúvidas sobre saúde suplementar. Muito obrigado pela companhia e até a próxima!