Como economizar no plano de saúde

Como economizar no plano de saúde

Os convênios particulares são reajustados todo ano, geralmente em valores acima da inflação. Com as cifras subindo, é preciso encontrar medidas para que as mensalidades não pesem no orçamento da família. Felizmente, existem maneiras de economizar no plano de saúde desde a contratação.

5 dicas para pagar menos no plano de saúde

Confira, a seguir, algumas sugestões para pagar menos. Você vai garantir serviço médico de qualidade sem comprometer as finanças pessoais.

  1. Conheça os tipos de cobertura

O plano de saúde deve atender às necessidades do beneficiário. Por exemplo, pacientes idosos têm mais chances de desenvolver doenças crônicas, então precisam de uma cobertura hospitalar que preveja internações e procedimentos complexos. Esse tipo de contrato é mais caro que o plano ambulatorial.

A abrangência geográfica também incide no cálculo. Os convênios com alcance internacional oferecem bastante comodidade para quem viaja com frequência. Porém, paga-se um preço elevado por isso.

Ou seja: estude possibilidades com base no seu estilo de vida. Não pretende ter filhos? Prefira um plano hospitalar sem obstetrícia. Viagens ao exterior são coisa rara? Recorra ao plano regional. Essas modalidades saem mais em conta.

  1. Escolha acomodação em enfermaria

Está certo que apartamentos individuais garantem privacidade às pessoas internadas num hospital. Trata-se de um conforto para quem enfrenta um tratamento longo ou se recupera de uma cirurgia.

Ocorre que a opção pela enfermaria fica mais acessível. O espaço é semiprivativo, com acomodação para vários leitos. Ainda assim, mantêm-se toda a assistência necessária aos pacientes. Se você divide quarto com o irmão ou o cônjuge, certamente não vai se importar com esse detalhe, né?

  1. Opte por um plano coletivo

Os contratos coletivos, em geral, são mais baratos para o consumidor, se comparados aos planos individuais ou familiares. A negociação de valores obedece a critérios mais flexíveis, devido, justamente, à alta quantidade de contratantes.

O plano de saúde empresarial é oferecido pelo empregador. Caso sua firma não forneça esse benefício, informe-se sobre planos coletivos por adesão. Esses são destinados a sindicatos e entidades de classe. Cabe lembrar que o titular – empregado ou profissional sindicalizado – pode incluir dependentes na apólice.

  1. Observe as faturas do plano de saúde

É importante ficar de olho nas faturas mensais do plano de saúde. Isso porque a operadora pode estar cobrando, equivocadamente, por um serviço que não foi solicitado.

Verifique a lista de procedimentos e compare-a às informações do contrato. Se houver incongruências, entre em contato com a empresa e tire suas dúvidas. Irregularidades também podem ser denunciadas à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), no site da entidade.

  1. Desconte do Imposto de Renda

A última dica é uma forma indireta de economizar com plano de saúde. Embora nem sempre dê para diminuir o valor da mensalidade, você consegue descontar despesas do Imposto de Renda de Pessoa Física.

Segundo a Receita Federal, gastos com exames, internações e consultas médicas são 100% dedutíveis. O mesmo vale para a contratação de um convênio particular, independentemente da modalidade escolhida.

Gostou das sugestões? Esperamos que o conteúdo de hoje seja útil para você. Continue de olho no blog da ASK e saiba mais sobre planos de saúde no Rio Grande do Sul.